Quem inventou Balcões Comuns na Portela?


Olhando para a foto de baixo se vê que algo de mau se passa ali.

O problema não é falta de funcionários nem de balcões.

É o arranjo de Balcões Comuns, ou seja 10 balcões (tipicamente 64 a 74) de check-in todos alocados a uma série de voos (uns 10 normalmente).

Nas fotos podemos ver 8 voos no espaço de 1h45 e mais um pouco depois.



10 voos para dez balcões deveria dar 1 voo por balcão caso n se pudesse utilizar balcões mais livres para vazar voos com mais pax.

A ideia em si não é má paar gerar mais rapidez num voo em particular, mas acontece exacamente o contrário.

Acontece é que são um monte de voos a sair QUASE á mesma hora e uma pessoa pode estar a meio da fila com o voo a fechar e tem ou de passar á frente dos
outros ou esperar que a chamem.

Claro que o pax esperto e já habituado a este esquema já sabe, mas o que nunca viu aquilo vê-se á rasca. Devia estar tudo ok se o pax estiver atento ao TT que chama "Passageiros para o voo X". Num mundo idela isto funcionava sempre mas há:
- TT sem pachorra que chamam uma vez ao longe e já tá
- TTs que não têm voz
- Passageiros que não percebem a lingua portuguesa nem inglês macarrónico nem qq outra lingua
- TTs que não percorrem a fila toda de check-in

Um amigo meu, pouco habituado a isto, perdeu um voo estando na fila porque este fechou e ele não ouviu o chamar da TT. Fomos falar com a TT lá e disseram-lhe que devia ter ouvido que chamou n vezes (ou seja o sistema não funciona). Logo teria de ficar em terra, mesmo que o voo tivesse uma hora de atraso. Uns berros noutro balcão e lá se resolveu o assusto.

Já vi algo parecido em MAD mas eram 2 ou 3 voos por balcão da Vueling.

E porque não?
- um balcão aberto apenas para voos a fechar
- placards a anunciar "Pax Flight TPXXX Please go to Counter Closing"
- 2 ou 3 voos po balcão quando cheios
- se estão 8 voos com check-in aberto porque 8 voos para dez balcões e não um por balcão?? Assim os balcões, quase suficientes ficam todos entalados com os primeiros pax a chegar (os do 1º voo!!)



E o factor aqui não são as reduções recentes de custos e pessoal. Isto dos balcões comuns existia muito antes da SPdH/GForce, creio que data de 2000 ou 2001.


Quando há poucos recursos, em vez de se os gerir melhor, é precisamente o contrário.

Comments

mike said…
Nao admira o que acontece depois com as bagagens e quando se reclama parece que estao a fazer um favor ao passageiro , chegando ponto de se portarem mal como comigo ja aconteceu..claro que nao ficou por ai!

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal