Posts

Showing posts from December, 2005

"Cair" nos Transportes Aéreos de Angola

Image
Por vezes "caiem" passageiros dos aviões dos TAAG. Não me refiro os pobres infelizes que se colocam no poço do trem para fugirem do país, morrendo de hipoxia e acabando como projécteis congelados a cair Caparica na aproximação a pista 03, quando o trem é metido em baixo.

Refiro a uma prática semelhante ao overbooking mas passada para o IIIº Mundo. No controverso e extremamente desagradável overbooking são desvios aos valores estimados por estatística que deixam os pax no chão. Na operação "cair" basta aparecer alguem mais importante ou conhecido ou com $$ para subornar um funcionário para deixar um pobre infeliz com bilhete confirmado no chão. Chega a acontecer passageiros já a bordo "cairem".

(D2-TEB - Cidade de Kuito)

Os TAAG - Linhas Aéreas de Angola, companhia oficial de bandeira angolana, ostenta uma vistosa pintura nas suas aeronaves, com faixas vermelha e laranjas ao longo da fuselagem e a cau…

Caravelle ao Mar

Image
Cerca de um mês após o desastre com o Sacadura Cabral, a 18 Dezembro 1977 o povo de Santa Cruz que estava na rua atento ouve um impacto forte. Um Caravelle da SATA suiça tinha embatido na água ao virar para a perna base na aproximação. De imediato os pescadores pegam nos seus botes e correm a tentar salvar quem puderem. O avião despadaçou-se e pereceram 35 pessoas das 57 a bordo, uma delas um tripulante. Dizem que o barco da guarda costeira aparaceu meia hora depois e cheio de "meninas" a bordo.

Era o voo charter 730 operado pela SA de Transport Aérien - SATA de Genève-Cointrin para Santa Catarina, com uma aeronave de fabrico francês Sud Aviation SE-210 Caravelle 10R. Era o HB-ICK, contruido em Dezembro 1965 com número de série 200. O proprietário inicial foi a Alia que o matriculou JY-ACT em Fevereiro de 1966, vendendo-a á SATA em 1973.

O piloto comandante fazia o seu primeiro voo á Madeira, e o acidente deveu-se a um erroinacreditável seu. O altímetro é um barómetro, e neces…

Drazen Petrovic - Atleta Croata do Sec XX.

Image
Drazen Petrovic - Atleta Croata do Sec XX.
Em 1993 chegado á escola dão-me a noticia que um jogador qualquer de basket tinha morrido num acidente de viação. Descobri depois que tinha sido o croata Drazen Petrovic na altura jogador dos New Jersey Nets.

Hoje em dia há muitos jogadores europeus na NBA, muitos dele fracos e nem deveriam lá estar.

Mas nem sempre foi assim. Só no fim dos anos 80 é que os europeus começaram a vencer os preconceitos que os faziam ficar no fundo do banco na NBA.

Paspalj, Welp, Blab, Fernando Martin, Vrankovic tiveram poucas oportunidades de mostrar o seu valor por serem da escola Europeia. Outros que passaram pela NCAA, como Schrempf, Rik Smits adaptaram-se mais depressa por jogarem no molde americano.

Os primeiros europeus de escola deste lado a vingar foram Petrovic e Divac.

Tive o previlégio de assistir na TV a final do Mundial de 1990 na argentina em que a Jugoslávia unida bateu a URSS. Num lance em que houve falta e parou o jogo, a bola vem pelo ar e Petrovic p…

Meu primeiro jogo da NBA

Image
Em 1993 fui a NY, tinham ganho os Bulls o terceiro título consecutivo. subi ao Empire St Building e vi de lá de cima o Madison Square Garden (MSG). Tentamos dar um pulo lá mas tinha já passado a hora das visitas. Dias depois fui a New Bedford, perto de Boston, e soube que o Reggie Lewis tinha morrido:(
No ano passado aproveitei um IDZ da TAP e voei em Dezembro para Newark por 200€, num A340 da TAP (Fernão Mendes Pinto). Tinha visto preços de bilhetes no site dos Knicks e estava tudo esgotado a não ser a começar em 200 USD...Seja..esquecer.
O voo chegou a EWR, no Garden State (estado de New Jersey) as 18h. Fiz o controle de fronteira, onde era proibido usar o telemovel, entreguei os ridiculos impressos de imigração e alfândega, pus o polegar na câmara de captação de impressões digitais e em 10 minutos estava em solo US. Mudei de terminal para apanhar o bus do hotel, numa paragem em que cada hotel mandava o seu bus a cada 15m para trasnferir paxs de borla.Chego ao hotel daqui a 20m, che…

Retirada do número 33 dos Chicago Bulls

Image
Retirada do número 33 dos Chicago Bulls

Na semana passada, ao intervalo do jogo Chicago-LA Lakers, procedeu-se a cerimónia da
retirada de camisola do extremo Scottie Pippen. Passou em directo na Sportv, ainda com comentários do Carlos Barroca. Foi pena não estra também o professor João Coutinho falecido ha poucos anos que completava a equipa de comentadores dos anos 80 e 90 da NBA na RTP. Aproveitou-se para homenagear um dos jogadores mais brilhantes da sua época, e da história da NBA. É actualmente treinador adjunto dos Lakers, a assistir Phil Jackson. Foi treinado por Phil Jackson que contra os Lakers se afirmou como estrela de topo nas finais de 91, ano do primeiro titulo dos Chicago Bulls. Os Bulls têm apenas 4 números retirados.
-23 de Michael jordan
-2 de Bob Love (atleta gago dos anos 60-70 vindo de meio pobre que usava um cabide pendurado na parede da casa da avó para simular um cesto)
- 4 de Jerry Sloan - eterno treinador dos Jazz que perdeu as finais de 97 e 98 contra os Bulls.


Es…