Drazen Petrovic - Atleta Croata do Sec XX.

Drazen Petrovic - Atleta Croata do Sec XX.

Em 1993 chegado á escola dão-me a noticia que um jogador qualquer de basket tinha morrido num acidente de viação. Descobri depois que tinha sido o croata Drazen Petrovic na altura jogador dos New Jersey Nets.

Hoje em dia há muitos jogadores europeus na NBA, muitos dele fracos e nem deveriam lá estar.

Mas nem sempre foi assim. Só no fim dos anos 80 é que os europeus começaram a vencer os preconceitos que os faziam ficar no fundo do banco na NBA.

Paspalj, Welp, Blab, Fernando Martin, Vrankovic tiveram poucas oportunidades de mostrar o seu valor por serem da escola Europeia. Outros que passaram pela NCAA, como Schrempf, Rik Smits adaptaram-se mais depressa por jogarem no molde americano.

Os primeiros europeus de escola deste lado a vingar foram Petrovic e Divac.

Tive o previlégio de assistir na TV a final do Mundial de 1990 na argentina em que a Jugoslávia unida bateu a URSS. Num lance em que houve falta e parou o jogo, a bola vem pelo ar e Petrovic parado dá um toquezinho intencional de cabeça, a bola sobe quase na vertical, chega acima da tabela e cá limpinha dentro do aro, um momento de génio ímpar.

Nasceu em Sibenik e desde pequeno foi um profissional do basket. Ele o irmão, Aleksandar, passavam horas a prticar. Drazen andava sempre com a bola por todo o lado a driblar. Fazia 500 (quinhentos) lançamentos de manhã antes de ir para a escola.

Começou cedo no Sibenka e depois ingressou na Cibona Zagreb onde assombrou a Europa, atraindo logo o olhar de clubes grandes.

Depois impressionou pelo Real Madrid, onde numa meia final da Taça da Europa marcou 62 pontos contra o Caserta. Na foto nom Open Macdonalds contra os Celtics.

Em 1989 ingressa na grande equipa dos Portland Trailblazers, comandada por Clyde Drexler que jogava na sua posição. Joga apenas minutos sem importância, mas força os outros bases a jogarem lesionados por saberem que ele facilmente lhes tiraria de vez o lugar caso tivesse oportunidade. Na 2a final da NBA entra do banco para marcar 8 pontos e ajudar os blazers a ganharem o único jogo, em Detroit.

Anos mais tarde Clyde vai ao Open MacDonalds com a sua nova e campeã equipa, os Houston Rockets. Estes vencem o trofeu e Clyde é eleito o melhor jogador do torneio, o que lhe dey direito ao prémio... Drazen Petrovic (!).


No ano seguinte vai para a problemática equipa dos Nets. Com os jovens Coleman e Anderson, começam a beijar o sucesso na NBA. Na sua 2ªe 3ª épocas marca acima dos 20ppj. Em 1992 foi a primeira presença dos Nets nos playoffs em muitos anos. Perdem 3-1 com os poderosos Cavaliers, vindo a única vitória de um triplo sobre o apito de Drazen.

Em 1992, o Dream Team instala-se em Barcelona. No primeiro jogo bate Angola por 67. Segue-se a Croácia de Petrovic, Radja, Kukoc, Vrankovic e Komazec. Drazen joga ao seu melhor e ao fim de 10 minutos de jogo lideram o marcador. Numa parte do jogo Drazen crava um triplo, na posse a seguir os crava mais um, com pressão a meio campo roubam a bola e Drazen com confiança pára a 2 metros da linha e mete um terceiro, 9 pontos sem resposta. Nunca se viu em Barcelona ninguem jogar tão motivado e confiante contra os US. No final a medalha de prata, frente aos US.

Tal como no ano anterior, em 1993 só não é All-Star por puro preconceito de treinadores e público. Com Chuck Daly ao comando voltam aos playoffs.


Drazen jogou o fim da época regular e os playoffs lesionado e em sub-rendimento. Logo a seguir teria o Europeu, na Alemanha. Numa fase de qualificação Drazen jogou em Breslávia contra a Eslóvenia a 6 de junho. Aceitou uma boleia de carro de uma amiga do apt de Frankfurt para a Zagreb. Ela perdeu o controlo do carro no meio de uma tempestade e embateu num camião, vitimando Drazen na tarde do dia 7 de Junho de 2003. Tinha apenas 28 anos e o resto de um grande carreira no auge para viver. Na foto o seu ultimo ponto.
Eis uma foto de Drazen defendido pelo capitão dos Celtics, Reggie Lewis também falecido no mesmo verão.


No ano passado visitei o pavilhão dos Nets e pude ver a sua camisola #3 retirada junto a do Dr J. Foi um grande embaixador do Basket europeu. Escavou a fundação para os Milicic, Gasol, Lampje, Sundov, Nowitzki, Parker, Radmanovic, Kukoc e Radja poderem ter oportunidades justas na NBA.

Está neste momento já reconhecido no Hall Fame de Springfield e tem uma estátua no Comité Olimpico Internacional em Lausanne.

No plano internacional a eclosão da guerra na ex-Jugoslávia forçou-o a chamar-se croata. Desde logo passou a pedir para ser referido nos US como Croata.

Algumas citações interessantes:


I'll remember Drazen as a cheerful guy who was always smiling. I will recall Drazen Petrovic as a winner. He become everything he set out to become. Even on his day off he worked, training and lifting weights. I always thought that he worked too much, but I could not get angry with him.

Chuck Daly, seu treinador em NJ


"No one in Sibenik forced me to work this hard. At least not as hard as I did. For me, this was perfectly normal. If by some reason I didn't go to practice, and that could only be purely coincidental, I would immediately get sick. For me to miss practice was almost like a deadly sin."
Drazen Petrovic (1980)


Drazen Petrovic was an extraordinary young man, and a true pioneer in the global sports of basketball. I know that a lasting part of his athletic legacy will be that he paved the way for other international players to compete successfully in the NBA. His contributions to the sport of basketball were enormous. We are all proud of the fact we knew him.

David J. Stern, comissário da NBA


It was a thrill to play against Drazen. Every time we competed, he competed with an aggressive attitude. He came at me as hard as I came at him. So, we've had some great battles in the past and unfortunately, they were short battles.

Michael Jordan

Comments

JSilvio said…
:(
Acho que nunca o vi jogar..mas para ser Europeu e estar na NBA...devia jogar mesmo muito bem.
Mas..toda gente tem que morrer..pena é k sejam nestas situaçoes :(

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal