LIS-TER, 5h mais tarde e com 45m de sauna

A 2ª feira passada embarcava no voo TAP que fazia LIS-TER ás 8 da manhã. Chego ao check-in estava CANCELADO. Seria por causa do Helena? Quando chego á minha vez da fila, alocam-me para o das 13h e dizem-me que foi cancelado por "motivos operacionais" e que tenho direito a um snack se for ao balcão de Grounforce. Lá vou, com a esperança de indemnização, e deparo-me com o clássico balcão unipessoal com fila de espera 30 pessoas (havia mais um funcionário mas apenas para o excesso de bagagem). Ao fim de 25 minutos estava já perto de balcão e passa três pessoas que iam comigo em trabalho, já meios atrasados para o check-in.
Quando chega a minha vez dizem-me que não tenho indemnização por causa de avaria no avião não ser válida. Pergunto pelo snack e dizem-me que basta ir ao Harrods. "No Harrods??? Agora é que dizem depois de estarmos aqui meia hora na fila???". Responde-me que lamentam mas não tinham organizado na altura. Sugeri que anunciassem ao menos na fila do balcão mas depressa me apercebi da minha ingenuidade em não me aperceber que quanto mais gente a empatar aquela fila, melhor para poupar em indemnizações mesmo de outros voos. Depois encontro os meus três colegas e para meu espanto 2 conseguiram lugar no avião das 13h e um ficou em lista de espera. Vamos fazer o embarque e o terceiro em standy até é confirmado antes do embarque terminar. E até a equipa completa do Maritimo das Velas que tinha sido goleado 5-2 para a Taça de Portugal coube neste voo (e estavam no check-in do primeiro voo)!! Imaginei eu que devia ser um A321 ou A310 a fazer este voo. Mas não, era o A320 CS-TNL, com a versão de cabine mais moderna (e menos assentos). Ora que precioso, coube o primeiro voo quase todo, dentro do segundo voo, num A320. Teria sido juntar 2 voos pouco populados num só, cancelando o primeiro com desculpa fajuta?
Ás 13h tava todo o mundo lá dentro mas...não saímos... Ao fim de uns minutos o comandante (pessoa com algum destaque no mundo dos pilotos portugueses) comunica que os tapetes do terminal de carga avariaram e que iam encher os contentores com a *maioria* das malas. Ao fim de 40 minutos sai no PA "portas em arm" e 5 minutos depois rolávamos. O que é muito grave é que estivemos estes 45 minutos dentro do avião, com o ar condicionado num mínimos inaceitável. Mesmo com a saída individual totalmente aberta, saía um fluxo mínimo que não abafava o calor fortíssimo que se sentia lá dentro.
Custava assim tanto queimar mais uns kgs de fuel ou pagar um GPU? Será que o avião ia com um total de fuel tão á justa que não podia queimar mais um pouco?

Comments

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal