Baptismo de voo low-cost

O meu voo primeiro voo low-cost foi London-Stansted->Franfurt-Hahn na RyanAir em Janeiro de 2002.

Paguei 90 euros com taxas (e as taxas tinham subido devido a inclusão de um parcela extra após ao 11 de Setembro).

O Aeroporto de Stansted fica a uns 50km fora da cidade, e o estacionamento custou 40 libras de 5a a domingo.

Voei num 737-800 sem lugares marcados que não usou a manga disponivel, tinha escada própria embutida na fuselagem, a bagagem foi descarregada a mão directamente do porão para o reboque do tractor.

O tempo de rotação foi 25-30 minutos.

A bordo sem refeição incluida mas com possibilidade de compra de bebidas e snacks. Avião pouco limpo, com lixo nas bolsas nas cadeiras, mas nada por ai além.

Até aqui nada de mais. Quando chego a Frankfurt-Hahn é que vejo que tou a aterrar num aeoporto manhoso no meio de um bairro residencial onde apenas havia um Il-76 da Aeroflot parado (entretanto banidos, e substituidos por DC-10). Havia um tapete rolante de recolha de bagagens e apenas 3 balcões de check-in, e do controlo de passaportes até sair da gare são 10m em linha recta. A cerejinha no topo do bolo é que estava a 120km de Frankfurt. Na autoestrada não havia sequer placas prali!!Apenas um pano furado colocado num viaduto como os das campanhas eleitorais!!

Descobri mais tarde que a cidade Frankfurt ia processar a RyanAir pelo uso indevido do seu nome em publicidade enganosa.

Mesmo assim valeu a pena e mostrou que as low-cost são eficientes e que a relação preço qualidade compensa largamente.

Comments

Jingas said…
Compensar, acredito que compensa sempre, principalmente para as pessoas que não tendo muito dinheiro para viagens, gosta de passear... e se não compensasse, as companhias de bandeira não se acagaçavam todas perante esta ameaça. Venham elas...sou a favor!! A favor da concorrência de preços nivelada por baixo (o preço!!)

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal