Grécia x Portugal

A esperança era apenas fazer um jogo bom. A equipa grega tinha-a a visto jogar contra a croácia no que talvez tenha sido o melhor jogo do Euribasket, ganho com um triplo nmo último segundo de Vassilis Spanoulis, base dos San Antonio Spurs. A equipa grega é um bocado desorganizada mas tem jogadores de qualidade e um fortíssimo espírito colectivo e de fé. O treinador Yannakis, rata manhosa como jogador parte do vencedor do Eurobasket 87, tem o seu dedo ali.

O base Diamantidis impressiona pela sua facilidade de tiro. O poste Popadoupolos do Real Madrid tem uma força e trabalho interior ímpares (falta um tirito de meia distância). Papaloukas MVP da Liga Europeia. quase todos os jogadores têm boa qualidade nos helénicos.

Portugal acabou o 1º perído a ganhar (17 pontos, 5 triplos) , mas uma entrada desastrosa no 2º quase acabou com o jogo. A meio do terceiro perdíamos de 7 e mais uma vez, fim de período desastroso e estávamso no quarto a perder quase de 20. A Grécia sempre que necessitava metia outra velocidade e arrancava. Os últimos 5 minutos foram

Filipe da Silva - Esteve no Eurobasket longe do que fez nas qualificações. Começou muito mal, nervoso e lento. QAo longo da competição foi melhorando e na defesa e ressaltos mostrou trabalho. Muito temeroso a atacar o cesto.

Mário Fernandes - o madeirense foi o melhor base a proteger a bola e esteve mortifero a lançar

Paulo Simão - pouco jogou e nunca acertava no lançamento

Sérgio Ramos - um desastre, só as lesões no joelho podem explicar o seu paupérrimo rendimento

Miguel Minhava - fraco, lento na transição, apanhado nas pressões campo inteiro. O Mário tirou-lhe a prioridade como base.

Jorge Coelho - muito bem, sem medo, forte na zona.

Paulo Cunha - irregular, mas com coragem e velocidade a atacar.

João Santos - o melhor. Que maturidade, qualidade na seleção de tiro, e vontade de vencer. Um profissional que mostra trabalho feito.

Betinho gomes - muito irregular, com jogos fracos (Grécia, Espanha) e outros brilhantes (Israel, Croácia). Quando se mostrou desinibo estev imparável, com afundanços de alley oop. Despertou muito olho aos espanhois. Nos triplos esteve mal, mas é um ponto onde é exímio.

Elvis Évora - muito melhor que as estatisticas possam mostrar. Pensei que ia ser o ponto fraco da seleção, mas pelo contrário. Defendeu bem todos os postes, com o seu peso. Marcava sempre que lhe davam espaço. Se fosse mais atlético teria sido uma estrela.

Miguel Miranda - um jogador exemplo em entrega e vontade. As suas limitações em termos de velocidade apareceram, mas trazia sempre algo de positivo.

Comments

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal