Sou um guerreiro, não um mendigo

Tributo a Slobodan "Boban" Janković.



Em 1993 o jogador de basket ex-Jugoslavo Slobodan Janković jogava pelo Panionios (Panteras, em grego) contra o seu rival ateniense Panathinaikos. Aos 30 anos, o extremo sérvio de 2.01m estava no auge da sua carreira, e liderava o Panionios tanto nas estatísticas como em garra.

Era uma semi-final da liga grega. Ao ser-lhe marcada uma falta atacante, 5ª e exclusão, a estrela da equipa descarregou a sua fúria com uma cabeçada no suporte da tabela. Só que este estava mal protegido e ele caiu fulminado no chão com a cabeça ensaguentada. Levaram-no para o hospital onde concluiram que tinha fracturado as vértebras na zona do pescoço. Na altura disse logo não sentir as mãos nem as pernas, e efectivamente ficaria paralizado da cintura para baixo e com movimentos muito limitados nos membros superiores.

Tratamentos dispendiosos em Londres não surtiram qualquer tipo de efeito. Para culminar á má sorte, a sua mulher deixou-o só com filho ainda criança.

Lembro-me de ver um Panionios-Olympiakos em 1993-4 em que ele assistiu á vitória da sua ex-equipa sentado na sua cadeira de rodas.

Nunca deixou o basket, assinou pelo Olympia Petropuli onde abriu uma secção de basket em cadeira de rodas.

Disse depois "Sou um guerreiro, não um mendigo. Adoro o basket e por estar numa cadeira de rodas não me sinto excluido da vida".
Na altura falou-se muito sobre isto e as imagens passaram na TV em todos os países. Ontem ao converter um video VHS antigo de basket para formato digital, vi um resumo de um jogo que ele assistiu. Lembrei-me de ir ver que fim levava....

Faleceu a 28 de junho do presente ano de ataque cardíaco, com 43 anos num barco a caminho de ilha de Rodes. Tentaram voltar com o barco atrás, mas já foi tarde.

Comments

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal