Wednesday, May 13, 2015

O que custa a "reestruturação" da TAP


Diz o governo que se a privatização da TAP não tiver sucesso, proceder-se-à a uma "reestruturação".
Pergunto o que entende por "reestruturação".

Representa um investimento pago à cabeça bem grande e do meu ponto de vista pode ser uma "ameaça" vã.

Por pontos:
A) Staff
Despedir funcionários com mais de 20 anos de casa passará certamente acima dos 50 000 euros, e são pagos na hora
Despedir 1000 => 50 milhões de euros

B) Frota
A primeira leva de A319 tem 16/17 anos, e são 17 exemplares . A319ceo > 50 MSUD
Os 3 A340 têm todos 20 anos. A330ceo ou A350 acima dos 250MSD
Os 6 F100 têm todos mais 20 anos => E190s > 40 MUSD
Fatura acima dos 2 biliões de USD

A aeronave mais nova da TAP é um 320 que saiu de TLS no final de 2009.

Idade média da frota TAP for tipo de avião
Aircraft   Number   Age  
Airbus A319   21   15.8 years
Airbus A320   19   11.2 years
Airbus A321   3   14 years
Airbus A330   14   12.5 years
Airbus A340   4   20.3 years
TOTAL   61   13.8 years

O caso da PGA é ainda mais preocupante.

C) Downsize do Grupo
VEM: despedimento colectivo? Venda?
Groundforce: venda dos 49% ao grupo Urbanos?
TAPME: é a mesma entidade legal que a transportadora, não empresa àparte.
Para vender era preciso criar uma nova e fazer o staff mudar o contrato de trabalho (TAP => TAP spdh & Groundforce & Urbanos).

A única fácil é deixar morrer a PGA a nível de operações e manter os empregados a voar na TAP. imagino resistências internas por questões de equiparação de salários.

As vendas, novamente, são processos de privatização.

Despedimentos colectivos são muito custosos financeiramente mesmo que tenham aceitação dos trabalhadores.

No comments: