Médicos e a cegueira do Futebol

Médicos e a cegueira do Futebol

O Desporto-Rei é propício a lesões de jogadores na sua prática. A maior parte são lesões nas pernas, entorses, roturas, tendinites. Mais raras são as fracturas (nunca me hei de esquecer do pé virado a 90 graus do Jokanovic em disputa com o Latapy junto a linha lateral com a câmara a filmar de perto) , problemas cardíacos e concussões cranianas.
As equipas costumam levar para os jogos médicos e massagistas. Sempre que um jogador tem alguma lesão que não seja de levantar-se e jogar, o árbitro interrompe o jogo e entram em campo os responsáveis médicos da equipa do lesionado para assisti-lo. A maior parte das vezes é algo muito simples e um spray resolve a coisa, por outras é preciso assistir o jogador fora das quatro linhas o que algumas vezes reulta na substituição do mesmo.
Infelizmente acontecem outros casos em que se teme o pior, o perigo de vida do jogador. Por vezes uma pancada forte na cabeça ou os desfalecer de alguem em campo origina uma correria para o assistir. todos temos presenete o caso do Miklos Feher.
Em situações destas normalmenet vão os médicos das duas equipas e quem chegar primeiro ao jogador que faça o que puder dada a urgência e importância da rapidez dos cuidados.
Chegamos ao ponto que me choca. Estes médicos que assistem jogadores da equipa contrária são aplaudidos pelo público e pelos media em geral.
Começo por esclarecer que obviamente que têm mérito na sua intervenção e que podem salvar uma vida pela celeridade de acção. Mas estão também sob o juramento de Hipócrates que não prevê qualquer excepção de carácter clubístico.
Critico isso sim as mentes que os aplaudem, novamente frisando o ponto anterior.Era suposto o quê? Que um médico do Sporting não assistisse um jogador do Benfica? Que o deixasse morrer por jogar noutro clube que não o dele? Que está a fazer um favor fora do seu mundo ao tentar salvar uma vida a metros dele enquanto deveria esperar que o médico do outro clube corresse 100 metros?
Choca-me as mentes tão distorcidas que não vêem para além do que é apenas um jogo para entretenimento.
Choca a cegueira...

Comments

Luis Miguel said…
Num hospital não há público pronto a aplaudir. É normal que num estádio os médicos ou massagistas ou outros quaisquer sejam aplaudidos, da mesma forma que poderiam ser apupados.

Penso eu de quê... ;)
Anonymous said…
Não percebo a razão da tua revolta.
Choca-te as pessoas aplaudirem os médicos da equipa contrária?

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal