Portugal um "Yes country"


Suponho que todos sabemos o que é um "yes-man". Mesmo os menos versados na lingua dos da terra de Sua Majestade Isabel II percebem que se trata de sim-homem. E pouco passa disso, homens que dizem sim. Hum,mas então os herois não são aqueles que desafiam tudo e todos? São, sim. E muitos deles gostam de se rodear de parasitas, que sendo um bando de inuteis, passam o tempo todo a bajular o seu superior gozando de imunidade a responsabilidades ou trabalho.

As cortes sempre foram compostas por muitas personagens assim. Paralelizando para o caso de nações, Portugal é ou tenta ser um yes-country. Quando nos oferecemos de anfitriões para o encontro do sr. Blair e G.W., objectivado como definição do plano de expólio do Iraque mostramos ser - um Yes country.

Os acordos com a Lockheed em detrimento do desenvolvimento da indústria nacional são mais um exemplo. Onde anda o Portugal que protestou anos e anos em palco internacionais pela liberdade de Timor?

Comments

The Best Alltime Posts

Jacques Cousteau - Episódio Negro no Tejo

Sacadura Cabral...faz hoje 28 anos..

Abu Nidal em Portugal